|Limpeza urbana

Conquistas para os trabalhadores da limpeza da Câmara de Sines

Foi assinado um acordo entre o STAL e a câmara municipal, onde foram consagradas as reivindicações dos trabalhadores do sector da limpeza.

Câmara Municipal de Sines
Câmara Municipal de SinesCréditos / Rádio Sines

O Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL/CGTP-IN) revela em comunicado que, «após um prolongado processo de luta», os trabalhadores do sector da Limpeza Pública, Recolha de Resíduos Sólidos Urbanos e Jardins da Câmara de Sines viram «finalmente» consagradas as suas reivindicações através de um acordo assinado no dia 27 de Setembro.

«Durante anos, os trabalhadores deste sector nunca souberam o que é ter um fim-de-semana regularmente ou um horário regulado que permitisse conciliar a sua vida profissional com a pessoal e familiar», pode ler-se na nota.

Após uma paralisação para a realização de um plenário, em que decidiram realizar dois dias de greve, a autarquia acedeu finalmente a discutir e satisfazer as principais exigências dos trabalhadores.

Segundo o sindicato, deve-se à «sua unidade e luta determinada» a implementação de uma escala horária, definida ao trimestre e com rotatividade, que passa a anual em 2020; uma jornada de trabalho de segunda a sexta-feira, com dois dias de descanso semanal consecutivos; e um subsídio de turno no serviço de RSU, que representa mais 15% do salário base para cada trabalhador.

A comissão sindical do STAL salienta que «esta experiência revela que, mesmo quando tudo parece difícil, ou nos reprimem, ou nos querem fazer hesitar, nós conseguimos com determinação, unidos e em luta organizada em torno do nosso sindicato, o STAL, alcançar os nossos objectivos».

Tópico