|revisão das carreiras

Bombeiros sapadores e municipais protestam esta terça-feira em Lisboa

O protesto está marcado para as 11h30, junto à Secretaria de Estado da Administração Interna, onde os manifestantes vão exigir uma reunião sobre o estatuto do bombeiro e condições de aposentação.

CréditosMANUEL DE ALMEIDA / LUSA

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) explica num comunicado enviado às redacções que, perante os «sucessivos atrasos» do Governo em responder às pretensões dos bombeiros profissionais e após adiamento da reunião prevista para 2 de Abril, tanto este sindicato como o Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa (STML) «exigem discutir os diplomas avançados pelo Governo com o objectivo de defender os direitos, interesses e expectativas destes profissionais».

Entre as exigências está um estatuto de aposentação que permita aos bombeiros uma reforma sem cortes, dentro das idades actualmente estabelecidas, a salvaguarda da actual designação e da carreira de bombeiro sapador para todos, tal como um estatuto que preveja o pagamento ao abrigo da disponibilidade permanente. 

A aplicação da proposta de tabela salarial acordada entre o Ministério da Administração Interna, o STAL e o STML, e um horário de 12 horas de trabalho contínuo são outras questões pelas quais lutam os bombeiros sapadores e municipais. Em causa, admitem, está a necessidade de «inverter o caminho que o actual Governo quer impor» no âmbito dos direitos destes profissionais, «degradando-os potencialmente a níveis inéditos».

Tópico