|subsídio de refeição

«Bom Garfo», só se for o do patrão

O Auchan, multinacional de retalho francesa, substituiu o subsídio de refeição, a que todo os trabalhadores têm direito, pelo cartão «Bom Garfo», que só pode ser usado nas lojas da empresa.

Créditos / Hipersuper

É um esquema perfeito para a multinacional francesa, Auchan. Tecnicamente, a empresa continua a entregar os trabalhadores uma espécie de subsídio de refeição, ao mesmo tempo que os obrigada a gastar o dinheiro a que têm direito nas suas próprias lojas, reavendo o valor do subsídio que é dos trabalhadores por direito.

Os trabalhadores, demonstrando o seu descontentamento, vão realizar, no dia 12 de Janeiro, uma acção de protesto à porta da sede da Auchan, em Paço de Arcos, pelas 11h: «contra a imposição do cartão Bom Garfo e para entregar os abaixo-assinados recolhidos em todas as lojas do grupo», informa o Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP/CGTP-IN).

Certo é que uma «grande parte dos trabalhadores quer continuar a receber o subsídio de refeição como sempre recebeu com o seu vencimento», tendo sido recolhidos abaixo-assinados nesse sentido «em todas as lojas do grupo».

O CESP, que se opôs e se continuará a opôr ao cartão «Bom Garfo» e à forma «como a empresa o impõe aos seus trabalhadores», vai entregar os abaixo-assinados no dia da acção de protesto, 12 de Janeiro às 11h. O sindicato apela à participação de todos os «trabalhadores que se encontram de folga ou férias» juntando-se ao CESP nesta acção.

Tópico