|PCP

PCP em Congresso: uma prova de responsabilidade

Os comunistas iniciam esta sexta-feira o seu XXI Congresso, em Loures, sob fortes medidas de protecção sanitária e após a aprovação de um Orçamento do Estado onde marcou pontos.

CréditosAntónio Cotrim / Agência Lusa

A reunião magna do PCP decorrerá até à hora de almoço do próximo domingo, com o número de delegados reduzido a metade e sem a presença de convidados, numa prova de responsabilidade de um Partido que, segundo os seus dirigentes, «não vira as costas aos problemas nem se esconde e, mesmo nas circunstâncias mais difíceis, não prescinde de debater e intervir para encontrar soluções para os problemas do País».

Os dirigentes comunistas assumem ainda a realização do seu congresso, no quadro sanitário actual, não como um qualquer privilégio, mas sim como um acto de resistência, debatendo os problemas dos trabalhadores, «no sentido de intervir em defesa da protecção das condições de trabalho e contra a intensificação da exploração que, a pretexto da epidemia, se agrava todos os dias» nos locais de trabalho, ou nas condições em que os trabalhadores são obrigados a deslocarem-se para os seus empregos.

Tópico