|PCP

PCP: 100 anos, 100 acções

O PCP realiza ao longo da próxima semana um conjunto de iniciativas para assinalar os seus 100 anos, cujo ponto alto será a 6 de Março, sábado, dia em que se assinala o centenário.

Sob o lema «100 anos, 100 acções», os comunistas vão assinalar o centenário do PCP, por todo o País, através de várias iniciativas que envolvem o contacto com os trabalhadores e a população, nomeadamente, a 6 de Março, no Rossio, que contará com a participação de Jerónimo de Sousa e será antecedida de um desfile de 100 militantes do PCP e da JCP.

O dia 2 de Março será dedicado a homenagear os «heróis caídos na luta», para evocar as dezenas de militantes comunistas, homens e mulheres, «assassinados pela ditadura fascista», ou, após o 25 de Abril, «na resistência à contra-revolução e na defesa das conquistas da Revolução».

Assim, o PCP irá promover iniciativas em diversos locais simbólicos: em Lisboa, no cemitério do Alto de São João, no monumento às vítimas do Tarrafal, e, em Alcântara, junto à placa alusiva a José Dias Coelho, assassinado em 19 de Dezembro de 1961; em Baleizão (Beja), no memorial a Catarina Eufémia, assassinada a 19 de Maio de 1954; na Estrada de Bucelas (Loures), no local onde Alfredo Diniz (Alex) foi assassinado, em 4 de Julho de 1945 e, no Escoural (Montemor-o-Novo), junto ao monumento a Caravela e Casquinha, assassinados em Setembro de 1979.

Na quinta-feira, dia 4, o jornal Avante! terá uma edição especial, que inclui um suplemento dedicado ao percurso do PCP ao longo dos seus 100 anos de luta.

Tópico