|portagens

Utentes das ex-SCUT convocam uma «assembleia cívica de indignação»

A Plataforma P'la Reposição das SCUT A23 e A25 convocou um protesto para o próximo dia 23 de Julho, às 17h, na Covilhã. O Governo não aplicou os descontos que a Assembleia da República tinha aprovado.

A luta pela abolição das portagens nas antigas Scut mantém-se apesar do desconto introduzido em 2016
A luta pela abolição das portagens nas antigas Scut mantém-se apesar do desconto introduzido em 2016CréditosEstela Silva / Agência Lusa

Esta iniciativa da plataforma, a realizar na Praça do Município da Covilhã, distrito de Castelo Branco, às 17h, foi convocada no seguimento da decisão do governo de aplicar o desconto em algumas das ex-SCUT sobre o seu valor original, superior ao que era actualmente praticado.

Por exemplo, na A23, no troço Hospital – Castelo Branco Norte, é agora cobrado um valor mínimo de 0,60 cêntimos, um decréscimo de 43% no preço aquando da sua instalação, 1,05 euros em 2011, sendo ignorado o valor praticado anteriormente, ao qual tinha sido já aplicado um desconto de 15% em razão da portaria 196/2016 (que é agora revogada).

A plataforma, em comunicado divulgado à agência Lusa, não se conforma «com esta decisão do Governo, porque viola a Lei do Orçamento do Estado e a própria resolução do Conselho de Ministros». No passado dia 13 de Julho, a comissão de utentes da A24 e A25 entregou, no Tribunal Administrativo e Fiscal de Viseu, uma acção popular contra o Governo, pelos mesmos motivos.

A Plataforma P'la Reposição das Scut nas autoestradas A23 e A25 integra sete entidades dos distritos de Castelo Branco e da Guarda – a Associação Empresarial da Beira Baixa, a União de Sindicatos de Castelo Branco, a Comissão de Utentes Contra as Portagens na A23, o Movimento de Empresários pela Subsistência pelo Interior, a Associação Empresarial da Região da Guarda, a Comissão de Utentes da A25 e a União de Sindicatos da Guarda.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui