São Pedro da Cova luta pela remoção dos resíduos perigosos

Tal como prometido pelo presidente da Junta de Freguesia de Fânzeres e São Pedro da Cova, no início do mês, está em curso a luta pela remoção total dos resíduos perigosos. Na última sexta-feira foi realizada uma vigília que, segundo o presidente, «cumpriu alguns dos seus objectivos».

A população exige a total remoção dos resíduos provenientes da antiga fábrica da Siderurgia Nacional, na Maia
A população exige a total remoção dos resíduos provenientes da antiga fábrica da Siderurgia Nacional, na MaiaCréditos

A vigília pela remoção total dos resíduos perigosos aterrados em São Pedro da Cova «valeu a pena, sendo necessário prosseguir a luta com novas e diversificadas acções». Quem o diz é o presidente da Junta de Freguesia de Fânzeres e São Pedro da Cova, Daniel Vieira, que aproveita para enumerar resultados práticos da iniciativa.

«A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) anunciou nesse mesmo dia que as sondagens para o apuramento da quantidade exacta de resíduos existentes no local se inicia hoje, 29 de Novembro». Daniel Vieira disse ainda que a Câmara Municipal de Gondomar, representada na vigília pelo seu presidente e restante executivo, recebeu a garantia de que o ministro do Ambiente visitará o local no próximo mês de Janeiro, «trazendo consigo um calendário para a resolução definitiva do problema», embora critique o facto de esta visita se registar um ano após a tomada de posse do actual Governo.

O presidente da Junta de Freguesia vinca a necessidade de prosseguir com o protesto e anuncia que vão continuar a insistir junto do Ministério do Ambiente para que rapidamente se conheça o plano de remoção total dos resíduos perigosos e a requalificação da área afectada.

Simultaneamente avisa que a Junta de Freguesia continuará a envidar esforços no sentido de que tanto o Ministério do Ambiente como a Comissão Parlamentar do Ambiente acedam à solicitação da marcação de uma audiência com carácter de urgência.

«Reafirmamos que continuaremos a desenvolver todos os esforços para a resolução definitiva deste grave problema, já que os novos desenvolvimentos não nos descansam, designadamente a falta de compromissos para o financiamento da operação de remoção total dos resíduos», defende. 

Na vigília do dia 25 participaram responsáveis autárquicos concelhios, deputados do grupo parlamentar do PCP e um grupo de alunos e professores da Escola Básica de São Pedro da Cova.

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui