|25 de Abril

Na rua ou a partir de casa, não faltam propostas para comemorar a Liberdade

De Sobral de Monte Agraço ao Algarve, passando por vários municípios da Área Metropolitana de Lisboa e do distrito de Évora, são muitas as opções para assinalar os 47 anos da Revolução dos Cravos.

Créditos / Espalha Factos

Começamos por Grândola, que inspirou Zeca Afonso a escrever a música que deu voz à liberdade, onde a proposta para a noite de 24 de Abril é um showcase exclusivo de Carlão, com transmissão na página do Município no Facebook, a partir do Cine Granadeiro Auditório Municipal, seguindo-se, pelas 24h, um espectáculo de fogo-de-artifício com músicas de Abril.

No dia 25, e depois da sessão solene nos Paços do Concelho, o programa segue com a transmissão, também no Facebook, de uma arruada da Banda Filarmónica, às 12h. A partir das 16h, técnicas da Biblioteca Municipal promovem uma sessão de leitura do livro O Tesouro, de Manuel António Pina, seguindo-se o espectáculo «Sonhar com a Liberdade», pela nova geração de músicos da Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense (SMFOG), onde será apresentado o medley «Eu vi este povo a lutar», de José Mário Branco, «Canção de embalar», «Índios da Meia Praia», «Os vampiros», «Mulher da erva» e «Maria Faia», de José Afonso.

Na Baixa da Banheira, concelho da Moita, o Fórum Cultural José Manuel Figueiredo exibe gratuitamente, nos dias 28 e 30 de Abril, duas sessões de cinema sobre a Revolução dos Cravos e o período revolucionário. Linha Vermelha, de José Filipe Costa, no dia 28 de Abril, às 18h, e Bom Povo Português, de Rui Simões, no dia 30, à mesma hora, são as propostas do Município e do Núcleo do Concelho da Moita da União de Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP). Em ambas as sessões está prevista a participação de resistentes antifascistas, a convite da URAP.

No dia 25 de Abril, pelas 11h, a URAP vai promover uma acção popular comemorativa dos 47 anos da Revolução nas ruas de Vila Franca de Xira, no distrito de Lisboa, para a qual convoca cidadãos, movimento associativo e demais associações do concelho. 

Ali ao lado, e sob o lema «Liberdade. Conquista de todos os dias», a Câmara Municipal de Loures convida a participar numa série de iniciativas. Já amanhã, às 20h, o «Espectáculo Ary» passa pelo Pavilhão Paz e Amizade com Fernando Tordo e a participação de Viviane, Hélder Moutinho e do Conservatório d'Artes de Loures.

Ainda no distrito de Lisboa, a Câmara de Sobral de Monte Agraço comemora o aniversário de Abril com um programa exclusivamente online, transmitido nas redes sociais do Município. Para o dia 24 de Abril, às 16h, está marcada uma conversa com a escritora Ana Cristina Silva, a partir do seu livro As longas noites de Caxias. Às 21h, Emanuel Soares interpreta «Tourada», de Fernando Tordo e Ary dos Santos. No dia 25, entre outras iniciativas, às 14h realiza-se o espectáculo «Memórias de Abril», disponível através da plataforma digital Vimeo. Pelas 21h, será possível assistir aos Fado d'Alma.  

«Em Abril, Portas Abertas para a Cultura» é o mote das comemorações dos 47 anos da Revolução no concelho do Seixal. Já esta noite, pelas 20h30, sobe ao palco do Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal a peça O Punho, uma adaptação do texto de Bernardo Santareno pela Escola de Mulheres. Amanhã, no mesmo horário, será apresentado o espectáculo «Por Terras do Zeca», com os músicos João Afonso, Maria Anadon, Filipa Pais e Vitor Paulo (voz), Davide Zaccaria (direcção, violoncelo e guitarras), Armindo Neves (guitarra eléctrica), Luís Pinto (baixo), João Califórnia (teclado) e Ivo Martins (bateria).

Devido às condições atmosféricas adversas que se prevêem para este sábado, o concerto com Fausto e Diogo Piçarra foi remarcado para o dia 30 de Abril, às 21h, no Parque Urbano do Seixal. A entrada é gratuita mas obriga ao levantamento do bilhete, na Biblioteca Municipal do Seixal, a partir de amanhã. Segundo o Município, o fogo de artifício ao som da «Grândola Vila Morena» mantém-se em todas as freguesias às 24h do dia 24 de Abril.

Em Montemor-o-Novo, distrito de Évora, o programa das comemorações da Revolução dos Cravos arrancou no passado dia 2 com as «Conversas de Abril» e outras iniciativas. Para esta noite, às 20h30, o Município propõe a exibição, no Cineteatro Curvo Semedo, das curtas-metragens O Salto, do Centro de Documentação do 25 de Abril da Universidade de Coimbra, e O Cravo e a Rocha, de Luísa Sequeira, seguindo-se conversa e sarau com Francisco Fanhais, em parceria com a Associação José Afonso. 

Amanhã, pelas 18h, a Câmara Municipal de Montemor-o-Novo promove o lançamento do livro João Luís Ricardo Um Servidor da República, de Teresa Fonseca, com apresentação do investigador Luís Farinha, no Auditório da Bilbioteca Municipal Almeida Faria. 

A criação e interpretação de Catarina Moura e Luís Pedro Madeira a partir do Cancioneiro Tradicional Português, Até cantar dá trabalho, é uma proposta para as famílias assistirem no sábado, às 11h30, no espaço junto ao Cineteatro Curvo Semedo. No mesmo local e à mesma hora, mas no dia 25 de Abril, realiza-se um concerto da banda Luar da Namorosa

Ainda em Évora, e em parceria com o Município, as uniões de freguesias de Bacelo e Senhora da Saúde, de Évora e de Malagueira e Horta das Figueiras promovem mais de 70 mini-concertos surpresa em espaços centrais e da periferia da cidade, entre hoje e domingo. O Coro Polifónico Eborae Música, o Quinteto de metais da Associação Filarmónica Liberalitas Julia e o Grupo de Cantares Regionais Vozes do Alentejo são algumas das formações que integram a iniciativa. 

No Algarve, o Município de Silves propõe-se assinalar o 47.º aniversário do 25 de Abril e os 45 anos da Constituição da República com um conjunto de iniciativas. Esta sexta-feira, na Biblioteca Municipal de Silves, o escritor e poeta Napoleão Mira apresenta o livro Amália Ditadura e Revolução – A História Secreta, da autoria de Miguel Carvalho. A sessão conta com o máximo de 15 participantes, mas será transmitida nos canais da Câmara Municipal de Silves na internet.  

«A nossa Constituição, bloqueio ou oportunidade» é o nome da mesa redonda online agendada para 24 de Abril, pelas 17h30. Tiago Fidalgo de Freitas, Jorge Silva Sampaio e Joana Mourinho Salvador são os oradores da iniciativa moderada pelo vereador da Câmara de Silves, Maxime Sousa Bispo. Também no sábado, os Cante Andarilho estarão em concerto nos canais digitais do Município, com «Vozes de Abril». 

No dia 25 de Abril, a programação arranca às 9h com a Banda da Sociedade Filarmónica Silvense, seguindo-se a habitual sessão solene comemorativa do 47.º aniversário do 25 de Abril, pelas 10h, que, apesar de contar com a participação de público mediante inscrição prévia, será transmitida através da página do Facebook do Município. O programa deste dia encerra com a transmissão online do concerto «As Canções de Abril», com Domingos Caetano, pelas 21h.

Tópico