|Lisboa

Adjudicar a construção do novo Hospital de Lisboa Oriental é urgente

O PEV apresentará uma moção nesse sentido à próxima Assembleia Municipal de Lisboa e pede ao município que diligencie, junto do Governo, a aceleração do processo que, afirmam, está um ano atrasado.

Visão do que será o futuro Hospital de Lisboa Oriental
Visão do que será o futuro Hospital de Lisboa Oriental Créditos / saúdemais.tv

O Partido Ecologista Os Verdes (PEV) vai propor, na reunião da Assembleia Municipal de Lisboa de dia 2 de Fevereiro, que sejam tomadas as diligências necessárias para a conclusão do processo de adjudicação da construção do novo Hospital de Lisboa Oriental.

Em texto de moção divulgado pelo seu gabinete de imprensa, o PEV recorda a celebração, em 2007 celebrado um acordo entre o Ministério da Saúde e a Câmara Municipal de Lisboa para a construção de uma nova unidade hospitalar em Lisboa Oriental, que deu origem a um concurso público internacional lançado pelo Estado português em 2017, e ao qual oito grupos empresariais apresentaram propostas em 2018.

A Unidade Técnica de Acompanhamento de Projectos (UTAP) tinha previsto que a selecção do concorrente vencedor ocorresse em Julho de 2019 para se proceder à assinatura do contrato e início da fase de construção deste novo equipamento hospitalar em Janeiro de 2020 – há um ano.

O júri do concurso, da responsabilidade da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), apenas em Setembro de 2020 tomou uma decisão e esta não foi final, optando pela pré-qualificação de dois concorrentes, a Sacyr Somague e o consórcio Mota-Engil.

Para o PEV, se a pandemia Covid-19 demonstra a urgência de reforçar o Serviço Nacional de Saúde (SNS), torna notória «a necessidade de mais hospitais públicos, devidamente dotados de meios humanos e materiais», um novo hospital «complementar à actual rede hospitalar da cidade de Lisboa» constitui «uma prioridade para a região» identificada «há várias décadas».

Os ecologistas pretendem que o Município de Lisboa alerte o Governo para a necessidade de este concluir com a maior brevidade o processo de adjudicação da construção do novo Hospital de Lisboa Oriental, de forma a tornar possível «a sua inauguração e entrada em funcionamento em 2023».

Tópico