|resistência antifascista

Morreu o compositor e resistente antifascista Mikis Theodorakis

Antigo resistente à ocupação nazi e opositor da ditadura militar (1967-1974), Mikis Theodorakis ficou célebre pela composição da banda sonora do filme Zorba, o Grego. Morreu hoje em Atenas aos 96 anos. 

Créditos / Schott Music

O grande compositor e revolucionário grego nasceu a 29 de Julho de 1925 na ilha de Chios, no Egeu, numa família de origem cretense. Com uma gigantesca obra, ganhou fama graças ao trabalho de composição de bandas sonoras de filmes emblemáticos como Zorba, o grego, de Michael Cacoyannis (1964),  A Orgia do Poder, de Costa-Gavras (1969), ou Serpico, de Sidney Lumet (1973). Mikis Theodorakis, que estudou música em Atenas e Paris, compôs também A Balada de Mauthausen, sobre o Holocausto.

Combatente da resistência contra a ocupação nazi (1941-1945), durante a guerra civil (1946-1949) e contra a ditadura dos coronéis (1967-1974), Mikis Theodorakis lutou ao lado dos comunistas pela democracia na Grécia. Foi preso e torturado, e a sua música foi banida naquele país. 

O livro Diário de um Resistente é o diário do compositor e da sua oposição activa à ditadura grega, onde fala da vida na clandestinidade, das várias prisões ao campo de concentração e do exílio forçado. Durante a crise financeira que atingiu a Grécia, Theodorakis voltou a destacar-se na luta contra as medidas de austeridade impostas pela troika.

Tópico