|Palestina

Israel prendeu 30 menores palestinianos em Agosto

Um grupo de apoio aos presos revelou que as forças israelitas detiveram no mês passado 30 menores palestinianos, que, na sua maioria, sofreram torturas e maus-tratos.

Uma criança palestiniana é presa por soldados israelitas na aldeia de Salwad, a leste de Ramallah (Margem Ocidental ocupada)
Uma criança palestiniana é presa por soldados israelitas na aldeia de Salwad, a leste de Ramallah (Margem Ocidental ocupada)CréditosPressTV

No relatório publicado, esta segunda-feira, pelo Comité Palestino dos Assuntos dos Presos refere-se que, entre os jovens detidos em Agosto, o mais novo tinha 13 anos. Na maior parte dos casos, os menores foram espancados, sofreram torturas e maus-tratos, e foram alvo de negligência médica durante os períodos de detenção, custódia, interrogatório e transporte de um centro de detenção para outro, noticia a HispanTV.

Luay Akka, um advogado do comité, precisou que 17 crianças foram presas na Margem Ocidental ocupada quando os soldados israelitas invadiram as suas casas; cinco foram detidas na rua; quatro em pontos de controlo militares; e quatro entregaram-se voluntariamente em centros de detenção depois de terem sido intimadas pelas autoridades israelitas, informam a PressTV e a HispanTV.

Akka acrescentou que três dos menores estão presos ao abrigo da detenção administrativa, que permite às autoridades israelitas manter os detidos atrás das grades por um período indeterminado.

Mousa Khanafsa, um rapaz de 14 anos, disse a Akka que foi violentamente espancado quando os soldados israelitas o prenderam numa rua perto de sua casa, em Abu Dis, na Margem Ocidental ocupada. Khanafsa relatou que um grupo de agentes israelitas à paisana o perseguiu e apanhou, «batendo-lhe em seguida com a coronha das suas armas, pisando-o com as suas botas militares, e deixando-o a sangrar do nariz».

Recentemente, o Comité Palestino dos Assuntos dos Presos revelou que as forças israelitas prenderam 560 crianças só em Jerusalém Leste desde o princípio deste ano. De acordo com esta organização, 110 menores encontram-se actualmente em prisões e centros de detenção israelitas.

Tópico