|Vietname

Grandes avanços no Vietname com vista à eliminação da malária

Especialistas do sector da Saúde destacaram, numa conferência em Hanói, os avanços registados nos últimos 30 anos no combate à malária. O objectivo das autoridades vietnamitas é erradicar a doença até 2030.

Créditos / Oxford University Clinical Research Unit

Se, em 1991, o país do Sudeste Asiático registou 144 surtos e mais de um milhão de infecções – que levaram à morte de 4646 pessoas –, o ano passado foram registados apenas 455 casos de pacientes com malária e uma morte.

Os dados são do Instituto Nacional de Malariologia, Parasitologia e Entomologia (NIMPE), que destacou, esta quarta-feira, as «conquistas notáveis» alcançadas ao longo das últimas três décadas pelo Programa Nacional de Prevenção e Controlo da Malária.

Actualmente, a doença não existe em 42 das 58 províncias e cinco cidades com estatuto especial do Vietname. Ainda assim, indica a Vietnam News Agency (VNA), a doença, que é transmitida sobretudo por mosquitos, ainda se desenvolve de forma complicada em muitas localidades, ameaçando mais de 6,8 milhões de pessoas.

No encontro em Hanói, procedeu-se a uma avaliação da execução, em 2022, do programa nacional de prevenção contra a malária e outras doenças transmissíveis por parasitas e insectos, com o Ministério da Saúde a solicitar a revisão e o reajustamento do programa, sob a orientação profissional pertinente, tendo como meta erradicar a doença no país em 2030.

Os especialistas defenderam que, para alcançar este objectivo, é necessário reforçar as políticas de apoio aos trabalhadores da Saúde, garantir o financiamento adequado para melhorar a investigação, e aplicar técnicas e tecnologias novas e eficazes na prevenção, detecção e tratamento da doença.

Na conferência, indica a VNA, revelou-se que o ano passado foram registados no país cerca de 360 mil casos de dengue e cem mortes causadas pela doença. Além disso, ficou-se a saber que o NIMPE procedeu à monitorização dos mosquitos que transmitem a dengue em 57 áreas de 12 províncias, tendo descoberto alterações nos comportamentos dos mosquitos, bem como a sua resistência química.

Os responsáveis vietnamitas da Saúde explicaram que, em 2022, foram levadas a cabo campanhas de prevenção e controlo de doenças parasitárias, no âmbito das quais foram desparasitadas mais de 12,8 milhões de crianças dos 24 aos 60 meses, alunos do ensino básico e mulheres em idade reprodutiva.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui