|Cuba

Festival do Novo Cinema Latino-americano exibe uma centena de filmes

A 42.ª edição do certame mostrará 98 filmes em salas de cinema de Havana, entre 3 e 13 de Dezembro, confirmou esta quinta-feira o presidente do festival, Iván Giroud. Os debates ficam para Março.

Iván Giroud, director do Festival de Cinema de Havana, anunciou esta quinta-feira o formato em que este se irá realizar, para evitar o seu cancelamento
Iván Giroud, director do Festival de Cinema de Havana, anunciou esta quinta-feira o formato em que este se irá realizar, para evitar o seu cancelamento Créditos / telesurenglish.net

Tendo em conta o contexto associado à Covid-19 e procurando evitar o cancelamento do evento, os seus organizadores decidiram adaptar o formato da edição de 2020, partindo-a em dois: manter o encontro tradicional de Dezembro e passar as conferências e os debates para Março, de 11 a 21.

Numa conferência de imprensa que deu esta quinta-feira na capital cubana, Iván Giroud apresentou a programação adaptada do festival que dirige, que na sua 42.ª edição tem como lema «O que receitou o doutor», em alusão à medicina e ao pessoal da Saúde, como forma de agradecimento pelo seu trabalho.

O responsável pelo Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano revelou que a primeira parte do certame irá realizar-se de 3 a 13 de Dezembro, em várias salas de cinema de Havana, com número de entradas reduzido e respeitando as medidas sanitárias decretadas pelas autoridades.

Nesta primeira etapa, haverá a sessão de abertura tradicional – que será transmitida pela televisão cubana, segundo divulgou a Casa das Américas na sua conta oficial de Twitter –, serão exibidos os filmes e realizar-se-ão os concursos de Cartazes e Guiões Inéditos.

Haverá também sessões de homenagem aos realizadores cubanos Juan Padrón e Francisco (Paco) Prats, que faleceram este ano, e prevê-se a realização da cerimónia de entrega do Prémio Nacional de Cinema 2020, informa a Prensa Latina.

Dividido em duas partes, o Festival Internacional do Novo Cinema Latino-americano terá continuidade já em 2021, de 11 a 21 de Março, altura em que serão atribuídos os Corales (prémios do certame) e se dialogará em torno do tema proposto no encerramento da edição anterior: o cinema jovem na América Latina.

Ao todo, em Dezembro serão exibidas 98 obras cinematográficas provenientes de países como Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Espanha e Estados Unidos.

Também de Estónia, Filipinas, França, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Países Baixos, Peru, Porto Rico, Reino Unido, República Dominicana, Suécia, Suíça, Uruguai e Venezuela.

Tópico