|Dia Internacional da Luta Camponesa

CNA assinala massacre de Eldorado

A Confederação Nacional da Agricultura assinalou esta terça-feira a efeméride, em homenagem aos 19 trabalhadores do MST assassinados pela polícia a 17 de Abril de 1996, em Eldorado dos Carajás, Brasil.

Camponeses do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra em jornada de luta
Camponeses do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra em jornada de lutaCréditos / MST

O Dia Internacional da Luta Camponesa é assinalado hoje, por iniciativa da Via Campesina Internacional, organização na qual participa a CNA, em homenagem às vítimas da repressão da polícia militar que provocou a morte de 19 trabalhadores do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

O que viria a ser conhecido como o «Massacre de Eldorado» ocorreu em Eldorado dos Carajás, no estado do Pará, Brasil, quando mais de mil trabalhadores do MST, numa marcha de protesto contra a demora da desapropriação de terras na rodovia PA-150, foram brutalmente reprimidos pela polícia militar, que disparou e matou 19 pessoas.

Em comunicado, a CNA diz que associou-se às iniciativas que hoje decorrem um pouco por todo o mundo em homenagem às vítimas, tendo ainda realizado ontem um debate, em Coimbra, com vários convidados.

No âmbito das comemorações, a CNA salienta ainda que este ano deverá ser votada no plenário das Nações Unidas a Declaração dos Direitos dos Camponeses e Camponesas, que considera ser «uma ferramenta estratégica no sistema legal internacional para a defesa dos camponeses/as de todo mundo, nomeadamente da agricultura familiar e, ao mesmo tempo, para a sustentabilidade da humanidade e do planeta».

Tópico