|ferroviários

Cerca de 5000 maquinistas em greve no Reino Unido

Aumentos salariais e melhores condições de trabalho são as reivindicações que justificam a paralisação. Maquinistas ameaçam com nova greve a 13 de Agosto caso não haja acordo. 

CréditosNeil Hall / EPA

Cerca de 5000 maquinistas de sete empresas ferroviárias estão hoje em greve no Reino Unido para exigirem aumentos salariais e melhores condições de trabalho à semelhança de outras greves realizadas ao longo do mês por outros profissionais das empresas.

A greve de hoje, que se pode repetir em 13 de Agosto se não houver acordo, foi convocada pelo sindicato Aslef, que representa os maquinistas. Na última quarta-feira, cerca de 40 000 funcionários da rede ferroviária estatal e de outras 14 empresas fizeram greve, organizada pelo sindicato RMT.

No Reino Unido, o serviço de comboios é privatizado e operado por várias empresas em franquias e concessões, enquanto a Network Rail mantém as linhas e algumas infra-estruturas.


Com agência Lusa

Tópico