|Bolívia

Bolívia apreende armas de fogo provenientes dos EUA

A Polícia boliviana informou este sábado ter apreendido material militar proveniente dos Estados Unidos e que tinha como destino Santa Cruz, um dos departamentos onde a direita é mais forte.

Créditos / reporte24.ar

Nas instalações da Alfândega Nacional, os agentes encontraram um lote de armas automáticas, semi-automáticas e de grosso calibre, assim como munições, referiu o director da Força Especial de Luta contra o Crime (Felcc) de El Alto, Limbert Coca.

Numa conferência de imprensa que deu na sede do Comando da Polícia, o chefe da força especial explicou que o carregamento, que se encontrava camuflado, inclui acessórios como carregadores, caixas, uniformes e outros materiais, revela a Agencia Boliviana de Información (ABI).

Limbert Coca disse ainda que o material militar foi encontrado na sexta-feira, após uma chamada de funcionários da Alfândega que a sinalizavam como mercadoria em situação de «canal vermelho», isto é, que necessitava de «uma verificação física e documental».

O alerta permitiu aos agentes encontrar documentação que atestava que o envio da carga tinha partido dos Estados Unidos da América, tendo como destinatário a empresa Import Export, com sede na cidade de Santa Cruz (no Leste da Bolívia), acrescenta a fonte.

Explicando que a documentação estava a ser estudada com o intuito de informar devidamente o Ministério Público, o director da força especial disse também que já está em curso a investigação de um processo relacionado com a prática dos crimes de tráfico e de porte de armas de fogo.

Santa Cruz, cujo governador é o político de extrema-direita Luis Fernando Camacho, foi palco nos últimos meses de acções de desestabilização contra o governo de Luis Arce, de que são exemplo as ofensas à wiphala, o desrespeito por figuras do Estado e o apelo à realização de boicotes e paralisações.

Tópico