|A Escola da Noite

Teatro da Cerca: os sábados já não chegam para tanta actividade

De Janeiro a Março, o Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra, já tem preparadas 15 iniciativas para o programa Sábados para a Infância, entre espectáculos de teatro e música, oficinas e sessões de histórias.

A peça <em>Jeremias Peixinho</em>, do Cendrev, encenada por José Caldas, sobe a palco no dia 21 de Janeiro, às 11h, no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra 
A peça Jeremias Peixinho, do Cendrev, encenada por José Caldas, sobe a palco no dia 21 de Janeiro, às 11h, no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra CréditosCarolina Le Coq / A Escola da Noite

«E porque sábado é quando uma pessoa quiser, neste novo ano os Sábados para a Infância estendem-se por alguns domingos», alerta A Escola da Noite - Grupo de Teatro de Coimbra, com palco no Teatro da Cerca de São Bernardo. É que já nem todas as actividades projectadas para o programa dos Sábados para a Infância se conseguem cingir a um só dia.

O caso mais evidente é o da «irreverente e provocadora personagem» criada por Ricardo Kalash, o Guarda Chaves, que vai realizar 3 visitas guiadas a 3 espaços da cidade «recheados de história e de segredos»: o Seminário Maior (dia 8 de Janeiro, já esgotada), o Pátio da Inquisição (5 de Fevereiro) e o Jardim Botânico (5 de Março), sempre aos Domingos.

Mas estamos a pôr o carro à frente dos bois: a primeira iniciativa dos Sábados para a Infância em 2023 acontece já este sábado, no dia 7 de Janeiro, entre as 10h30 e as 13h, com uma oficina dinamizada pela ilustradora Ana Biscaia para o desenho de novas almofadas para as sessões de leitura, partindo do Primeiro Livro de Poesia, de Sophia de Mello Breyner Andresen, com ilustrações de Júlio Resende.

Ainda em Janeiro, as manhãs de sábado incluem uma nova sessão de Flores de Livro, com Cláudia Sousa, para maiores de 3 anos (dia 14, às 11h), o espectáculo de teatro Jeremias Peixinho, do Cendrev, com encenação de José Caldas (dia 21, às 11h) e a oficina de trava-línguas, concebida e dirigida pela cantora Catarina Moura (dia 28, às 11h).

Fevereiro é mês de Brasil, Março experimenta com o teatro, a música, a ilustração e as histórias

No segundo mês de 2023, o Brasil está, claramente, em destaque: o músico e cantor Alex Lima abre o ciclo de cultura brasileira no dia 4 de Fevereiro com a oficina de música Canções ilustradas. Dia 11, Ricardo Kalash dirige uma oficina de teatro inspirada pela Lenda de Saci Pererê, para crianças entre os 6 e os 12 anos. O transformado espaço do sub-palco do Teatro acolhe, no dia 18, o Alex Lima e Vânia Couto para a apresentação do concerto Outros tempos do canto, que junta músicas tradicionais do Brasil e Portugal. Finalmente, a 25 de Fevereiro, a artista Dani Zulu dirige uma oficina de ritmo e percussão corporal, pensada para crianças a partir dos seis anos.

Hugo Inácio estreia-se, em Março, como dinamizador das oficinas de teatro no dia 4, numa iniciativa pensada para crianças entre os 6 e os 12 anos. Ricardo Kalash regressa com uma oficina para crianças mais novas (dos 3 aos 5 anos, no dia 11). A dupla Joana Corker e Erika Machado, apresentam uma nova edição da oficina Como se desenha a Música?... para maiores de 4 anos, no dia 18. Helena Faria, com os Contos da Caixa, fecha o primeiro trimestre do novo ano, com uma sessão no dia 25 de Março pensada para adultos e crianças a partir dos 3 anos.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui