|Bernardo Sassetti

Setembro será brindado com «Solo», um álbum de inéditos de Sassetti

A título póstumo serão compiladas composições que o pianista Bernardo Sassetti terá gravado, em 2005, nos Açores. Será o primeiro de uma série discográfica.

Bernardo Sassetti, em concerto na Casa da Música. 29 Abril de 2008, Porto.
Bernardo Sassetti, em concerto na Casa da Música. 29 Abril de 2008, Porto. CréditosEstela Silva / Agência Lusa

Realizar-se-á no dia 5 de Setembro no Teatro Thalia, em Lisboa, um pré-lançamento de «Solo», durante o qual se ouvirá a música do compositor acompanhada da projecção de desenhos do ilustrador António Jorge Gonçalves, em tempo real.

Este álbum inaugura uma compilação de nove álbuns de material inédito que a Casa Bernardo Sassetti pretender editar.

Inês Laginha, directora artística da Casa Bernardo Sassetti, em declarações à agência Lusa, disse que «começamos com este solo porque é o mais puro possível» e explicou que os temas agora escolhidos remontam a «sessões de gravação que Bernardo Sassetti fez em 2005 durante três dias no Teatro Micaelense», em São Miguel, nos Açores.

O compositor, conhecendo que aquele Teatro possuía um «piano muito especial», um Steinway, solicitou ao director da sala artística que lhe concedesse a possibilidade de passar lá uns dias a trabalhar, com o produtor Nelson Carvalho, explicou Inês Laginha.

Sassetti fez, na altura, uma pré-produção do material gravado. E agora, Nelson Carvalho e Inês Laginha juntaram-se para fazer uma segunda selecção, da qual resultam apenas temas inéditos, que não estão fixados em gravações.

A directora explicou que no material gravado encontram-se temas que o compositor fez para a banda sonora de filmes como Alice, de Marco Martins e A Costa dos Murmúrios, de Margarida Cardoso, mas que não foram utilizados.

A Casa Bernardo Sassetti conta com o apoio da Direcção-Geral das Artes e tem como objectivo fazer duas edições discográficas por ano. Por confirmar está o lançamento, ainda em 2019, do registo em álbum da música que Bernardo Sassetti fez para o conto A menina do mar, de Sophia de Mello Breyner Andresen.


Com agência Lusa

Tópico