|cinema

«O fim do mundo» de Basil da Cunha é exibido esta noite na Baixa da Banheira

O último trabalho do luso-suíço Basil da Cunha passa esta quarta-feira no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira (Moita), pelas 20h30. 

Créditos / IndieLisboa

«Após oito anos numa casa de correcção, Spira regressa à Reboleira [Amadora], um bairro de lata que está a ser destruído, nos arredores de Lisboa. Spira é bem-recebido pelos amigos e familiares, mas Kikas, um velho traficante do bairro, fá-lo perceber que não é bem-vindo», lê-se na sinopse de O Fim do Mundo.

Seleccionado para competir no Festival de Locarno (Suíça), o filme, escrito e realizado pelo luso-suíço Basil da Cunha, vive do desempenho de actores não-profissionais, tendo arrecadado os prémios Melhor Longa-Metragem Portuguesa e Árvore da Vida, na edição de 2020 do Festival IndieLisboa. 

Da filmografia de Basil da Cunha fazem parte os trabalhos Até ver a luz (2013) e Os vivos também choram (2012).  

Tópico