|cinema

«A Mordida» vence prémio Coelho de Ouro no Brasil

A curta-metragem de Pedro Neves Marques foi distinguida, este domingo, no Festival Mix Brasil de Cultura e Diversidade, que decorre em São Paulo.

Créditos / pedronevesmarques.com

Este é já o quinto prémio da obra, que é uma co-produção luso-brasileira, e que versa sobre a sobrevivência de uma relação poli-amorosa e não-binária durante uma epidemia no Brasil.

Esta produção reúne vários géneros cinematográficos e é a terceira curta-metragem de Pedro Neves Marques, que tem no seu currículo Semente exterminadora (2017) e A arte que faz mal à vista (2018).

A Mordida estreou no Festival de Toronto de 2019, tendo já passado, entre outros, por festivais em Nova Iorque, Glasgow, Winterthur e Moscovo, num total de 40 selecções para mostras de cinema nacionais e internacionais.

Pedro Neves Marques é um dos 69 artistas convidados para a Bienal de Arte Contemporânea de Gwangju, Coreia do Sul, que se realiza em 2021.


Com Agência Lusa

Tópico