|festival

Festival CLIT: «Cinema em Locais Inusitados e Temporários» em Setúbal

A «partilha do prazer do cinema, numa viagem por vários géneros, do romance à comédia e ao suspense», chega a Setúbal no dia 8 de Outubro, às 21h30, na Casa da Baía, com o patrocínio da Câmara Municipal.

Casa da Baía 
Casa da Baía Créditos / Câmara Municipal de Setúbal

«Com os confinamentos, habituámo-nos a ficar em casa e abandonámos o hábito de sair para ver cinema. O que pretendemos é perturbar este novo normal». Para o efeito, a organização decidiu não recorrer a salas de cinema, preferindo adaptar «todo o tipo de locais para criar experiências únicas para todos», explica em comunicado

A abrir o festival, no dia 8 de Outubro, às 21h30 na Casa da Baía, tem lugar uma sessão dupla «na qual será exibida a animação O Clitóris, da canadiana Lori Malépart-Traversy, e apresentado o documentário Água Sagrada, do belga Olivier Jourdain».

O festival CLIT está organizado em três secções distintas: Estimula-te!, «uma selecção de primeiras obras de novos realizadores nacionais e estrangeiros»; Activa-te!, «de carácter competitivo» vai explorar «temáticas sociais e ambientais», como é o caso dos direitos da mulher e a acção climática; e Descobre-o!, em que as exibições terão lugar «em espaços não divulgados», desafiando «os participantes a embarcar numa descoberta dos locais, alimentada por pistas facultadas na aplicação para dispositivos móveis e nas redes sociais do festival».

É ainda de destacar «um conjunto de produções da Escola Secundária Artística Soares dos Reis», a exibir no dia 14 de Outubro, «data em que se assinalam os 174 anos do nascimento do escultor».

Os «90 filmes, produzidos em 40 países», vão sendo exibidos entre os dias 8 e 17 de Outubro e abrangem «estreias mundiais e candidatos aos Óscares». O festival de cinema CLIT encontrou na «Casa da Baía, Capricho Setubalense, Auditório Bocage, INATEL, Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal e campus do Instituto Politécnico de Setúbal», locais privilegiados deste diálogo que propõe dinamizar entre as audiências, as obras, e os espaços.

O festival fecha «com a entrega de prémios aos filmes em competição, no Auditório Bocage, e uma homenagem a Paulo Trancoso, produtor e presidente da Associação Portuguesa de Cinema, pelo seu percurso cinematográfico». Todas as sessões do CLIT – Cinema em Locais Inusitados e Temporários – têm entrada gratuita.

Tópico