|cinema

Festa do Cinema Francês com o foco em Delphine Seyrig

A Festa do Cinema Francês regressa em Outubro a Lisboa, Porto, Coimbra e Almada. O grande destaque deste ano vai para a obra da actriz, realizadora e activista Delphine Seyrig.

Delphine Seyrig e Ioana Wieder numa manifestação, nos anos 70
Delphine Seyrig e Ioana Wieder numa manifestação, nos anos 70Créditos / Micha Dell Prane

«O grande destaque deste ano será feito na obra da actriz, realizadora e activista Delphine Seyrig, em co-programação com a Cinemateca Portuguesa, e, a par da programação em sala, a 21.ª edição da Festa do Cinema Francês contará com uma extensão online», exibindo alguns dos filmes seleccionados em plataforma Video on Demand (VoD), refere a organização num comunicado a que o AbrilAbril teve acesso.

A retrospectiva dedicada a Delphine Seyrig «percorre o curso essencial da sua carreira como actriz e cineasta, incluindo o filme realizado com Carole Roussopoulos e Ioana Wieder, Les trois portugaises, sobre Isabel Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta e Maria Velho da Costa».

A organização recorda que Delphine Seyrig «conquistou o apreço de público e crítica de especialidade pela forma cerebral com que atacava as suas performances em palco e no ecrã, a sua defesa incontestável dos direitos das mulheres e as colaborações ousadas com cineastas independentes em produções que, hoje, são colocadas no patamar de clássicos».

Seyrig nasceu em Beirute em 1932 e morreu em Paris em 1990. Iniciou a carreira de actriz na década de 1950 em séries de televisão, mas foi nos anos 1960 que se tornou uma das «musas da nouvelle vague» ao trabalhar com realizadores como Luis Buñuel (O discreto charme da burguesia), François Truffaut (Beijos roubados) e Alain Resnais (em O último ano em Marienbad ou Muriel ou tempo de um regresso).

A 21.ª edição da Festa do Cinema Francês vai passar por Lisboa (8 a 21 de Outubro), Porto (29 de Outubro a 4 de Novembro), Coimbra (21 a 24 de Outubro) e Almada (14 a 18 de Outubro).

Tópico