|Dia Internacional da Mulher

«Elas também estiveram lá». No Aljube

O documentário de Joana Craveiro, que retrata a «invisibilidade das mulheres» durante o Estado Novo e o PREC, vai ser exibido no Museu do Aljube, 8 de Março, para assinalar o Dia Internacional da Mulher.

<em>Elas também estiveram lá</em> de Joana Craveiro
Elas também estiveram lá de Joana CraveiroCréditos / Museu do Aljube

«Combinando histórias de vida, fotografias e documentos originais», Elas também estiveram lá, realizado pela actriz e encenadora, Joana Craveiro, «reencena essas vidas invisíveis [das mulheres portuguesas] e culmina com uma cena filmada numa pequena sala de cinema, que se acredita ter sido usada pelos censores durante a ditadura portuguesa».

Galardoado com a menção honrosa pelo júri do Festival Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival, «pela imensa criatividade, mistura de formatos, do teatro à reportagem, filme de arquivo e linha pedagógica», o filme reúne estes meios para retratar a invisibilidade das mulheres em acontecimentos históricos no nosso país, «como a ditadura portuguesa de 1926-1974, ou o processo revolucionário de 1974-75».

Estreado em 2021, o documentário teve a sua origem num espectáculo de teatro, homónimo, apresentado em 2018, e que foi nomeado para melhor Texto Português Representado pela Sociedade Portuguesa de Autores, em 2019. Ambos contaram com a produção do Teatro do Vestido, fundado pela autora em 2001.

Elas também estiveram lá será exibido no dia 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, no Museu do Aljube, às 18h.

Tópico