|EDP

Trabalhadores protestam nos Encontros EDP contra aumentos «irrisórios»

O protesto será esta quarta-feira, junto ao Altice Arena, e pretende dar visibilidade às reivindicações dos trabalhadores durante a realização do evento anual da empresa.

Protesto dos trabalhadores da EDP junto à sede nacional, em Lisboa, 24 de Abril de 2019
Protesto dos trabalhadores da EDP junto à sede nacional, em Lisboa, 24 de Abril de 2019CréditosANTÓNIO COTRIM / LUSA

Em comunicado à imprensa, a Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas, Eléctricas (Fiequimetal/CGTP-IN) anuncia que os trabalhadores estarão à entrada do evento de comunicação interna a lembrar que, só nos últimos três anos, a EDP teve mais de 3500 milhões de euros de lucros, que «engordaram as contas dos accionistas e nada geraram de positivo para a economia nacional e para o País».

Distribuindo uma tarjeta com o título «estamos desencontrados», os trabalhadores falam de um «desencontro» entre o seu «bolso» e a ideia de «colaborador», conceito que dizem ser sinónimo de pessoa que «trabalha em prol dos resultados estritamente para accionistas e remunerações inaceitáveis dos gestores».

A estrutura sindical acredita que, perante a posição «miserabilista» da administração no que toca a negociações salariais, a resposta dos trabalhadores deve ser «dar mais força à luta».

Na reunião de negociação salarial para 2020, realizada no dia 29 de Janeiro, a EDP apresentou valores «irrisórios» de 0,2%. Por seu lado, os trabalhadores exigem um aumento de 90 euros para todos.

Tópico