|mineiros

Trabalhadores da Somincor convocam greves para Março

Os trabalhadores da mina de Neves-Corvo, concessionada à Somincor, vão avançar com nova greve de três dias em Março, a quarta paralisação desde Outubro. Exigem uma resposta às suas reivindicações para «horários humanizados» e o fim da laboração contínua no fundo da mina.

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/5670.jpg?itok=GmrM0qU5
CréditosNuno Veiga / Agência LUSA

Em declarações à agência Lusa, Luís Cavaco, coordenador do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM/CGTP-IN), confirmou a decisão feita nos plenários para avançar com a convocação da greve para os dias 5, 7 e 9 de Março.

A decisão dos trabalhadores de convocar uma nova paralisação, indicou, foi tomada em plenários, na quarta e na quinta-feira, devido à «ausência de uma proposta palpável» da administração para resolver o conflito laboral.

Em Janeiro, o STIM já tinha admitido a retoma da greve no complexo mineiro, por considerar insuficientes as propostas da nova administração, a quem os trabalhadores decidiram «dar o benefício da dúvida».

«Até à data não temos nada de concreto da administração», com excepção do «aumento de 35 euros que foi proposto e que os trabalhadores consideram que não resolve os problemas», frisou Luís Cavaco.

Com isto, a empresa tem agora até 5 de Março para tentar resolver o conflito laboral com os trabalhadores, que dura há meses, «senão voltamos a fazer greve e em três dias intercalados», avisou o sindicalista.

Segundo o coordenador sindical, está ainda marcada «uma reunião de conciliação» entre uma delegação do STIM e a administração da Somincor, detida pelo grupo Lundin Mining, para dia 16 deste mês, às 11h, no Ministério do Trabalho, em Lisboa.

O fim do regime de laboração contínua no fundo da mina é uma das principais reivindicações. Outras das exigências passam pela «humanização» dos horários de trabalho, antecipação da idade da reforma para os funcionários das lavarias, progressão nas carreiras, revogação das alterações unilaterais na política de prémios e «fim da pressão e da repressão».


Com agência Lusa

Tópico

0 Comentários

no artigo "Trabalhadores da Somincor convocam greves para Março