|Hotelaria e Restauração

Solidariedade com a Cervejaria Galiza resolveu salários em atraso

O conhecido restaurante recebeu um forte aumento de clientes desde que foi reaberto pela mão dos trabalhadores, porém, em reunião no Ministério do Trabalho, a gerência não deu resposta aos problemas.

Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP-IN, esteve com os trabalhadores da Cervejaria Galiza, em solidariedade com a sua luta.
Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP-IN, esteve com os trabalhadores da Cervejaria Galiza, em solidariedade com a sua luta.Créditos / Sindicato de Hotelaria do Norte

Na sexta-feira, ao jantar, o restaurante esteve completamente cheio e formou-se uma fila de clientes à porta, por falta de lugares sentados, «como há muitos anos não se verificava», informou o Sindicato de Hotelaria do Norte em nota.

«Os portuenses demonstram, assim, que estão solidários com a luta dos trabalhadores na defesa dos seus direitos», correspondendo ao apelo do sindicato e do secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos.

Face aos bons resultados das receitas diárias (a cervejaria facturou nestes seis dias mais de 25 mil euros), já foi possível pagar aos 31 trabalhadores o salário de Outubro e parte do subsídio de Natal de 2018.

Gerência não apresenta respostas

Na sequência de uma reunião hoje realizada, no Ministério do Trabalho, com a gerência do estabelecimento, a estrutura sindical afirmou que os representantes da empresa «não trouxeram nada de novo para a reunião e não deram respostas aos problemas dos trabalhadores», limitando-se a informar que decorrem negociações com investidores interessados e que os proprietários querem uma solução que garanta a dívida existente de 1 800 000 euros.

O sindicato exigiu que o Governo se «empenhe» no processo, desde logo porque «estão em causa 31 postos de trabalho e cerca de 1,5 milhão de euros de dívidas ao fisco e à Segurança Social», lembra.

A expectativa dos trabalhadores é a de que a gerência encontre uma solução a breve prazo, que garanta os direitos, os postos de trabalho e viabilização da empresa.

Tópico