|EMEF

Semana nacional de luta na EMEF

Os trabalhadores da EMEF vão realizar diversas acções de protesto na próxima semana, destacando a luta contra a precariedade e pela negociação colectiva, contra a divisão da EMEF e pelo retorno desta à CP.

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/emef20.jpg?itok=QrLws-ny
O protesto no dia 20 de Julho pretende reivindicar a reintegração dos dez trabalhadores despedidos
O protesto no dia 20 de Julho pretende reivindicar a reintegração dos dez trabalhadores despedidosCréditosMário Cruz / Agência LUSA/EPA

A próxima semana será marcada por várias acções dos trabalhadores da EMEF. Os protestos dão-se contra o desmembramento da empresa e pelo seu retorno à CP, contra a precariedade laboral, com a passagem a efectivos de todos os contratos precários que ocupam postos de trabalho permanente, pelo rejuvenescimento dos efectivos e pela negociação colectiva, informa o Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário (SNTSF/CGTP-IN).

Entre as diversas iniciativas destaca-se, no dia 19, um encontro com deputados nas oficinas de Guifões, Entroncamento, Lisboa Santa Apolónia, Barreiro e Vila Real de Santo António; no dia 20, contactos com a população; no dia 21, um encontro com as autarquias; no dia 22, a realização de plenários; no dia 23, concentrações nos Ministérios do Trabalho e do Planeamento (10h15); e várias greves de 20 a 23 de Junho.

Nos dias 21, 22 e 23 de Junho, estão convocadas três horas de greve por turno em Sernada do Vouga e Mirandela, em Contumil e em Guifões. Nos dias 20, 21 e 22 de Junho, estão agendadas duas horas e meia de greve por cada turno no Entroncamento, no Parque Oficinal do Centro e na manutenção. No dia 23, está ainda marcada greve das 8h30 às 15h30 em Lisboa Santa Apolónia, Campolide, Oeiras, Amadora e Barreiro.

Tópico

0 Comentários

no artigo "Semana nacional de luta na EMEF