|OE2018

Orçamento do Estado é entregue esta tarde no Parlamento

PCP garante metade das progressões na Função Pública já no próximo ano

Os trabalhadores da Administração Pública vão sentir o descongelamento das carreiras de forma mais acentuada já em 2018. Por intervenção do PCP, as progressões vão ter um efeito de 50% já no próximo ano, ao contrário dos 33% propostos pelo Governo.

Créditos / Frente Comum

O descongelamento das carreiras na Administração Pública vai ser feito num ritmo mais rápido, garantindo metade dos efeitos na remuneração já no próximo ano. Em Janeiro, os trabalhadores da Administração Pública a quem são devidas progressões na carreira (cerca de 88% do total) vão sentir um aumento de 25% logo em Janeiro, com os restantes 25% a chegarem em Setembro.

O AbrilAbril confirmou que a intervenção do PCP, no âmbito da discussão do Orçamento do Estado para 2018, garante ainda que as progressões são concretizadas nos próximos dois anos, com mais 25% a ser aplicado em Maio de 2019 e o restante em Dezembro desse ano.

O Governo pretendia que os efeitos fossem diluídos ao longo dos próximos quatro anos. Numa proposta preliminar posterior, que foi discutida com as organizações sindicais, estava previsto apenas uma subida de 33% ao longo de 2018, com os restantes dois terços a chegarem apenas mais tarde.

Tópico