|enfermeiros

Concentração de enfermeiros reclama «soluções definitivas»

Estes profissionais exigem a valorização da profissão através do cumprimento dos direitos e não da atribuição de «prémios».

Créditos / abrilabril

A concentração promovida esta manhã pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP/CGTP-IN) frente à residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, juntou dezenas de enfermeiros que exigiam «soluções definitivas» para vários problemas laborais.

Estes profissionais de saúde reivindicam o descongelamento das progressões e a contagem da totalidade dos pontos entre 2004 e 2014, independentemente dos vínculos e da existência de períodos não avaliados que não são da responsabilidade do enfermeiro.

Também a passagem a categorias superiores, designadamente a de enfermeiro especialista, ou a consolidação do escalão resultante da compensação por formação em serviço não devem impedir a contagem dos pontos.

Os enfermeiros reclamam igualmente a correcção de injustiças decorrente da imposição da carreira de enfermagem vigente, nomeadamente a não transição de enfermeiros especialistas para a respectiva categoria e a não transição dos que, ao abrigo da anterior carreira, estavam nomeados em «funções de chefia» e de «direcção».

Tópico