|Indústria

Aumentos salariais e passagem a efectivos na indústria

Os avanços foram alcançados em três empresas devido à negociação colectiva e à organização dos trabalhadores, afirma o sindicato.

Em comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Sul (SITE Sul/CGTP-IN) refere que, na AIS (Automotive Interior Systems), em Montemor-o-Novo, a discussão do caderno reivindicativo e a luta trouxeram aumentos salariais de 30 euros para todos.

Para o sindicato, «só a negociação colectiva permitiu que o aumento acordado fosse atribuído a todos», pois era objectivo da administração da empresa apenas actualizar o salário dos trabalhadores que estavam abrangidos pelo salário mínimo nacional em vigor.

Aumentos salariais na Metalonicho

Na Metalonicho, a actualização dos salários por parte da empresa resulta da participação activa destes trabalhadores na semana luta da CGTP-IN e nas reivindicações apresentadas à administração da empresa, refere o mesmo sindicato em nota.

Actualmente, o salario mínimo praticado na empresa é de 850 euros e foi acordado um aumento salarial no valor de 31 euros para todos os trabalhadores.

Passagem a vínculos efectivos na Gestamp

Na Gestamp, reflexo das negociações e do acordo alcançado, os trabalhadores viram o seu salário ser aumentado em 45 euros. Para além do aumento salarial, foi ainda acordada a atribuição de mais cinco euros que serão revertidos em alimentação no refeitório e a passagem de dez trabalhadores para o quadro de efectivos da empresa.

Tópico