Executivo da União de Trouxemil e Torre de Vilela «não ouve as pessoas»

A CDU de Trouxemil e Torre de Vilela, no concelho de Coimbra, está a distribuir um documento de análise dos principais problemas que assolam esta União de Freguesias, e critica o executivo por não aceitar «qualquer proposta da oposição para melhoria da freguesia». 

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/trouxemil_gimp.jpg?itok=chZ2HvIa
A união das freguesias de Trouxemil e de Torre de Vilela decorreu da «reforma administrativa» imposta pelo governo anterior, à revelia dos interesses das populações
A união das freguesias de Trouxemil e de Torre de Vilela decorreu da «reforma administrativa» imposta pelo governo anterior, à revelia dos interesses das populaçõesCréditos

O diagnóstico foi apresentado durante a intervenção do eleito da CDU na última Assembleia de Freguesia. A limpeza das ruas é uma das matérias sensíveis para a população. Refere a coligação que, depois de o presidente ter referido que tinha recebido dinheiro da câmara, o questionou sobre «o facto de as ruas da freguesia continuarem a não ser limpas». O presidente assumiu, então, que se tratava de uma competência municipal e que «não tinha assinado os protocolos de delegação de competências para limpeza das ruas».

A CDU sublinha a falta de entendimento do presidente da União de Freguesias de Trouxemil e Torre de Vilela com o município. «A intransigência do PS na Câmara (de Coimbra) e do PSD na freguesia prejudicam a população», alerta. Ainda a propósito do presidente e do restante executivo, denuncia o facto de «não ouvir as pessoas nem aceitar qualquer sugestão», pelo que as populações continuam «sem ver os seus problemas resolvidos».

A limpeza e manutenção do túnel da passagem de nível de Adémia, na freguesia de Trouxemil, é outra das reivindicações apontadas. A CDU indica que este túnel se encontra em «grande estado de degradação», representando um risco de saúde pública. O presidente respondeu à denúncia, afirmando que não se tratava da sua competência. Posto isto, a coligação apela a que a Junta de Freguesia «tenha uma atitude de exigência para com a Refer ou outro organismo competente».

Além destes, a falta de iluminação dos acessos aos cemitérios de Trouxemil e Alcarraques é outro assunto que preocupa as populações.

0 Comentários

no artigo "Executivo da União de Trouxemil e Torre de Vilela «não ouve as pessoas»