|agricultura familiar

CNA promove debate sobre importância da agricultura familiar

No dia em que cumpre o 43.º aniversário, a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) realizará um debate online dedicado ao tema «Fortalecer a Agricultura Familiar com Estatuto e com Direitos».

Em discussão no 2.º Fórum Nyéléni Europa estará a construção da soberania alimentar
A CNA continua a bater-se pelo reconhecimento da importância da agricultura familiar Créditos / CC BY-SA 4.0

No próximo dia 26, quando assinala 43 anos de existência, a CNA promove a realização de um debate sobre a importância da agricultura familiar e as suas organizações, no contexto da Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Camponeses, aprovada em Dezembro de 2018, e da Década das Nações Unidas para a Agricultura Familiar (2019-2028), proclamada em Dezembro de 2017.

Numa nota à imprensa, o organismo refere que continua a lutar em Portugal pela «concretização do Estatuto da Agricultura Familiar», um instrumento que, entende, se for «implementado em plenitude», «muito contribuirá para cumprir o Plano de Acção da Década e a Declaração dos Direitos Camponeses, para travar o desaparecimento de explorações agrícolas familiares», bem como para «melhorar os rendimentos dos agricultores e garantir alimentos de qualidade para a população».

O debate, que terá início às 15h e será moderado por Adélia Vilas Boas (CNA), conta com a participação de Alfredo Campos (CNA), Marina dos Santos (investigadora sobre os direitos dos camponeses na Universidade Estadual Paulista), Guilherme Brady (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura – FAO) e Oliveira Baptista (professor catedrático jubilado do Instituto Superior de Agronomia).

O evento será transmitido em directo na página de Facebook da CNA. Outras informações, revela a Confederação, estarão disponíveis no seu portal e nas suas redes sociais.

Tópico