Fórum do Serviço Nacional de Saúde decorre hoje

Anos da troika agravaram constragimentos financeiros na saúde

O coordenador da reforma do Serviço Nacional de Saúde (SNS) sublinhou os constrangimentos financeiros no SNS, situação agravada nos últimos anos.

O I Fórum do SNS tem lugar hoje no auditório Professor Simões dos Santos da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa
O I Fórum do SNS tem lugar hoje no auditório Professor Simões dos Santos da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de LisboaCréditos

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) vive um «crescimento em crise», afirmou o coordenador da reforma do SNS. João Correia da Cunha falou à Lusa à margem do I Fórum do SNS que decorre hoje na Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa.

O responsável sublinhou que «o maior constrangimento do SNS sempre foi financeiro e agora a situação intensificou-se mais». Entre 2010 e 2014 os cortes na saúde atingiram os 1 667 milhões de euros, e já em 2013 a OCDE reconhecia que Portugal cortou o dobro do que negociou com a troika, num relatório que comparava cortes no sector da saúde em vários países.

O Fórum «Os hospitais e a reforma do Serviço Nacional de Saúde» contou com a presença do primeiro-ministro na sessão de abertura. António Costa esteve acompanhado pelos ministros da Saúde e do Ensino Superior.

O Presidente da República encerra o encontro promovido pelo Ministério da Saúde.

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui