|Grândola

Um centro de recolha de animais para «servir as necessidades do concelho»

O Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia de Grândola, um canil/gatil, vai ser construído num terreno municipal perto de Vale do Poço, com um investimento total de 240 mil euros.

Cães aguardam adopção no canil municipal de Lisboa 
Cães aguardam adopção no canil municipal de Lisboa CréditosTiago Petinga / Agência Lusa

Projectado «de acordo com as necessidades identificadas pelo município» de Grândola, o novo centro vai permitir alojar cães e gatos vadios ou errantes, encontrados em quaisquer lugares públicos, alojar animais perigosos que representem um risco para a segurança de pessoas ou outros animais, executar campanhas de profilaxia médica e sanitária, e desenvolver programas e acções que visem o bem-estar animal.

Num investimento total de 240 054 euros, o edificado a construir incluirá um edifício de serviços, canil e gatil com implantação articulada entre si e circuitos funcionais. Neste espaço vai funcionar «um gabinete veterinário, uma sala de esterilização e de recobro, uma sala de tratamentos e enfermaria, uma zona de higienização e de fármacos e um armazém de rações e de material de captura e antecâmara».

O espaço reservado ao animais é constituído por 24 celas interiores (20 para cães, duas para outros animais e duas celas de quarentena) e 22 celas exteriores (20 para cães e duas para outros animais). O gatil, mais pequeno, é composto por três celas interiores e três celas exteriores.

As obras já arrancaram no terreno destinado ao novo Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia de Grândola, em Vale do Poço, EN 261-1, junto à Estação de Transferência.

Tópico