|AML

Mural 18: programação cultural em rede na AML

Os 18 municípios da AML vão lançar o projecto Mural 18, de programação cultural em rede para apoio da comunidade artística e defesa da cultura, com início em Janeiro de 2021.

Créditos / Fórum Luísa Todi

Residências artísticas, ciclos de programação cultural e iniciativas de divulgação e promoção do património cultural são acções do projecto Mural 18, o qual resulta de uma candidatura conjunta a financiamento europeu, apresentada pelos municípios da Área Metropolitana de Lisboa (AML).

«Música, teatro, dança e artes de rua são algumas das manifestações artísticas que integram a programação cultural do Mural 18, a ser divulgada em breve, com actividades a realizar, primordialmente, ao ar livre, em espaços que valorizem o património cultural e paisagístico dos municípios», lê-se num comunicado da Câmara Municipal de Setúbal.

A autarquia regista que o projecto, a decorrer entre Janeiro e Maio de 2021, é dinamizado no âmbito do Programa Operacional Regional Lisboa 2020 e conta com uma comparticipação financeira de 1,5 milhões de euros através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Para o Município sadino, à semelhança dos restantes 17 da AML, é atribuído um financiamento no valor de 69 450 euros para a dinamização de diversas actividades artísticas.

Na apresentação do projecto, a AML vincou que a sua aprovação surge «num momento especialmente delicado para o sector cultural e para os agentes e estruturas envolvidas na sua concepção, produção e dinamização».

Frisou ainda que, de «forma unânime», os municípios concertaram sinergias para montar «uma programação com impacte na subsistência de quem faz da cultura a sua vida, mas que é também uma tomada de posição clara acerca da importância das actividades culturais» na sociedade.

Tópico