|serviços públicos

Mora: Mais de duas centenas exigem que Governo trave fecho dos CTT

A Junta de Freguesia de Mora, no distrito de Évora promoveu uma acção junto à estação dos CTT para exigir a intervenção do Governo na defesa do serviço público postal. 

A Junta de Freguesia de Mora defende que o fecho da estação é mais um ataque ao mundo rural
A Junta de Freguesia de Mora defende que o fecho da estação é mais um ataque ao mundo ruralCréditos / AbrilAbril

Mais de duas centenas de pessoas saíram à rua na passada sexta-feira para exigir ao Governo, através de um abaixo-assinado, que adopte as medidas necessárias à defesa deste serviço e exija aos CTT a prestação de um serviço público de qualidade, com o correspondente investimento nos meios materiais e humanos necessários.

Os participantes na sessão pública exigiram que «o Governo assuma as suas responsabilidades, trave este processo, inverta o caminho de encerramento de estações dos CTT e a diminuição do serviço prestado às populações». 

Promovida pela Junta de Freguesia de Mora, a iniciativa contou com a participação da população, do Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Correios e Telecomunicações, de eleitos autárquicos da CDU e do deputado do PCP no Parlamento Europeu João Pimenta Lopes.

A Junta de Freguesia de Mora admite continuar com a luta pela defesa do serviço público postal, em articulação com a Câmara Municipal de Mora e com a população do concelho, para responder às necessidades das populações e combater o abandono do território.

Tópico