|Vila Nova de Gaia

Gaienses reclamam mais qualidade de vida

Habitação, transportes e resíduos são algumas das áreas a melhorar. CDU volta a levar propostas à Assembleia Municipal de Vila Nova de Gaia, esta quinta-feira.

Créditos / Idealista

Aproveitando a revisão em curso do Plano Director Municipal, a coligação PCP-PEV (CDU) identifica um conjunto de indicadores ambientais e de qualidade urbanística a precisar de intervenção.

No plano ambiental, sugere-se o desenvolvimento de uma estratégia calendarizada de resolução das carências existentes no que respeita às redes de abastecimento de água e de saneamento.

A despoluição e valorização dos cursos de água do concelho de Vila Nova de Gaia é outra das propostas apresentadas, a que se junta, no caso dos resíduos sólidos, o agendamento do aterro de Sermonde, com a garantia do cumprimento das contrapartidas prometidas.  

No que respeita à Habitação, os eleitos da CDU propõem que se inicie «com urgência» a elaboração de uma Estratégia Local de Habitação, instando o Governo a cumprir as suas atribuições, constitucionais e legais, com celeridade.

A situação verificada nos transportes conduz a um amplo leque de propostas. Desde logo, pugnar junto da Área Metropolitana pela designação da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP) como Operador Interno, com vista a uma gestão «integrada e articulada» da oferta de transportes colectivos. 

A CDU propõe igualmente que se diligencie junto do Governo no sentido de implementar uma nova via férrea que permita libertar do serviço interurbano, nacional e de mercadorias aquela que atravessa Vila Nova de Gaia, com a consequente melhoria de frequências, horários e interligações, tal como uma segunda linha de metro. 

No plano municipal, os eleitos defendem o estabelecimento e calendarização de uma estratégia capaz de adequar a rede de transportes públicos às necessidades concelhias.

Tópico