|Évora

Comunidade educativa diz «basta!» à falta de funcionários nas escolas

Um movimento em defesa da Escola Pública promove uma concentração esta tarde, junto da Direcção Regional da Educação do Alentejo, em Évora, contra a falta de assistentes operacionais.

Faltam trabalhadores nos refeitórios das escolas do município de Sintra
O movimento denuncia que a situação se tem «agravado»CréditosTiago Petinga / Agência LUSA

Agendada para as 15h, a iniciativa do movimento «Defesa da Escola Pública: Falta de Funcionários, Escolas em Ruptura» tem como objectivo exigir ao Governo que garanta condições de segurança e qualidade nas escolas.

Os responsáveis do movimento referem que, apesar dos «imensos alertas» realizados por parte das associações de pais, dos agrupamentos, do Conselho Municipal de Educação e da Câmara Municipal de Évora acerca da falta de auxiliares de educação, «nada parece ter sido ouvido pelo Governo», que, insistem, «tem de agir».

«Este ano lectivo dizemos "basta"! Não aceitamos que o Governo fuja às suas responsabilidades», insistem num comunicado. Afirmam que a situação se «tem agravado», provocando «falta de segurança e vigilância, encerramento de turmas de alunos com necessidades educativas especiais e o encerramento de bibliotecas», entre outros equipamentos e serviços.

Tópico