|cultura

Casa das Imagens expõe «Histórias de Mulheres»

Os 40 anos de «Histórias de Mulheres», série televisiva que deu origem a quatro filmes produzidos por Lauro António para a RTP, são evocados numa exposição na Casa das Imagens, em Setúbal.

Rui Mendes e Isabel Ruth em <em>Paisagem sem barcos</em> (1984), filme de Lauro António, a partir do conto homónimo de Maria Judite de Carvalho, integrado da série televisiva da RTP «Histórias de Mulheres»
Rui Mendes e Isabel Ruth em Paisagem sem barcos (1984), filme de Lauro António, a partir do conto homónimo de Maria Judite de Carvalho, integrado da série televisiva da RTP «Histórias de Mulheres»Créditos / IMDb

A exposição, uma organização da Câmara Municipal de Setúbal, decorrerá entre 4 de Fevereiro e 6 de Abril na Casa das Imagens Lauro António, onde serão apresentados alguns dos objectos relacionados com a realização dos filmes, bem como fotografias e documentos sobre cada um.

Os guiões originais, as imagens do genérico, as folhas de sequência utilizadas na rodagem, um cronómetro utilizado para cinema, uma lupa de contraste e um lápis branco utilizado no período de montagem para riscar diretamente na película, são alguns dos artigos que os visitantes podem apreciar.

A exposição disponibiliza ainda um filme com testemunhos actuais dos principais actores e equipa técnica da série, nomeadamente Lídia Franco, Isabel Ruth, Manuela Carlos, Jorge Paixão da Costa e João Pedro Ruivo.

«Histórias de Mulheres» tem entrada gratuita e pode ser visitada de terça a sexta-feira das 10h às 13h e das 14h às 18h e ao sábado entre as 14h e as 18h.

A par da exposição, realiza-se na Casa das Imagens Lauro António um ciclo de cinema, com a exibição dos quatro filmes que compõem a série televisiva: Paisagem sem Barcos, segundo o conto de Maria Judite de Carvalho (11 de Fevereiro); A Bela e a Rosa, inspirado no conto tradicional português A Bela e a Cobra (25 de Fevereiro); “Mãe Genoveva”, de Vergílio Ferreira (11 de Março) e Casino Oceano, inspirado no conto Week-End de José Cardoso Pires (25 de Março).

As sessões, sempre com início às 15h, têm entrada gratuita mediante reserva.

Tópico