Situação de seca severa e extrema atinge quase 80% de Portugal continental

Agricultores de Setúbal reclamam intervenção do Governo

A braços com fortes prejuízos em virtude da situação de seca severa e extrema que se vive em Portugal, a Associação dos Agricultores do Distrito de Setúbal exige ao Ministério da Agricultura medidas excepcionais.

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/seca_agricultura_res.jpg?itok=e_0wgSgx
Créditos / Pixabay

Num comunicado enviado às redacções, os agricultores do distrito de Setúbal denunciam que a situação «não se compadece com medidas rotineiras e insuficientes» e reforçam o apelo feito pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA), no passado dia 17 de Julho. Ou seja, para além da situação dos incêndios, o Executivo deveria pedir a ajuda do Fundo Europeu de Solidariedade para responder aos prejuízos causados pela seca. 

Entre as medidas reivindicadas junto da tutela, a associação exige o reembolso dos agricultores sobre os custos acrescidos com a energia eléctrica, a isenção temporária do pagamento das taxas dos recursos hídricos e o apoio à alimentação animal, «financeiro e até em géneros – modulado e plafonado». 

Os agricultores servem-se do exemplo de medidas excepcionais tomadas para apoiar a banca para contestar o facto de o Governo ainda não ter tomado a mesma decisão para os agricultores que necessitam de apoio, face à seca severa que o País enfrenta. 

Acrecentam em tom crítico que «as verbas para estas situações não podem ser encontradas nos cortes de medidas já existentes de apoio aos agricultores». 

0 Comentários

no artigo "Agricultores de Setúbal reclamam intervenção do Governo