|Palestina

Operação na Margem Ocidental ocupada

Soldados israelitas ocupam campo de refugiados e matam um adolescente

Na terça-feira de madrugada, forças israelitas invadiram o campo de refugiados de al-Fawwar, perto de Hebron, na Margem Ocidental ocupada. Um jovem palestiniano foi morto e várias dezenas ficaram feridos.

Soldados israelitas ocupam o campo de refugiados de al-Fawwar, a sul de Hebron (Palestina)
Soldados israelitas ocupam o campo de refugiados de al-Fawwar, a sul de Hebron (Palestina)CréditosHispanTV

O jovem, identificado como Muhammad Abu Hashhash, de 17 anos, faleceu depois de «ter sido atingido a tiro no peito, durante confrontos [com forças israelitas] no campo de al-Fawwar», informou ontem, numa nota, o Ministério da Saúde da Palestina.

O movimento Fatah no Sul de Hebron declarou esta quarta-feira como dia de luto, esperando-se que as instituições governamentais e privadas estivessem encerradas.

Na madrugada de terça-feira, um número elevado de soldados israelitas cercou o campo de refugiados de al-Fawwar, tendo posicionado franco-atiradores nos telhados das habitações, revistado as casas e interrogado os habitantes nas ruas, noticia a agência Ma'an. De acordo com uma fonte militar israelita referida por esta agência, a operação tinha como objectivo encontrar armas e prender «palestinianos procurados».

Jovens residentes no campo responderam à operação atirando pedras e coktails molotov às forças invasoras, que dispararam fogo real e balas de aço revestidas de borracha, e lançaram granadas de gás lacrimogéneo.

Na sequência dos confrontos e da repressão das forças israelitas, 45 palestinianos ficaram feridos, refere a Ma'an, baseando-se nas informações dos vários centros hospitalares para onde os jovens – na sua maioria – foram levados. O jornal Haaretz afirma que o Exército israelita apenas confirmou a existência de 23 feridos.

Diversas testemunhas referem que o campo, localizado no Sul da Cisjordânia e onde vivem cerca de 10 mil pessoas, foi alvo de uma verdadeira operação de saque e destruição por parte das forças militares israelitas, que levaram ouro, dinheiro e outros pertences das casas revistadas.

Operações diárias

O ataque ao campo de al-Fawwar foi particularmente violento, informa a Ma'an, sublinhando, no entanto, que as operações levadas a cabo por forças israelitas em cidades, aldeias e campos de refugiados palestinianos ocorrem com uma frequência diária na Margem Ocidental ocupada e em Jerusalém Oriental.

De acordo com dados das Nações Unidas, desde o início deste ano a média de «operações de busca e detenção» é de 78 por semana.

Tópico