|América Latina

A ALBA marca uma etapa de «dignidade para a América Latina»

As palavras são do presidente da Bolívia, Evo Morales, na saudação aos países-membros da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América, que hoje cumpre 13 anos. O XVI Conselho Político deste organismo, fundado por Fidel Castro e Hugo Chávez, reúne-se esta quinta-feira em Havana.

Hugo Chávez, Fidel Castro e Evo Morales em Havana, quando da integração da Bolívia na ALBA, em 2006
Hugo Chávez, Fidel Castro e Evo Morales em Havana, quando da integração da Bolívia na ALBA, em 2006Créditos / laradiodelsur.com.ve

Com o objectivo de «reforçar a sua unidade e capacidade de concertação», decorre esta quinta-feira, na capital cubana, o XVI Conselho Político da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América – Tratado de Comércio dos Povos (ALBA-TCP), informou o diário Granma.

O matutino cubano sublinha que «a integração latino-americana e caribenha é hoje mais necessária do que nunca», pelo que será uma das directrizes do encontro.

A ALBA-TCP dará continuidade ao caminho traçado pelos antigos chefes de Estado de Cuba, Fidel Castro, e da Venezuela, Hugo Chávez, «em prol da defesa da Pátria americana e, nesse sentido, reafirmará os princípios da América Latina e das Caraíbas como Região de Paz», afirma o diário.

Refere ainda que o Conselho Político irá apoiar a soberania e a autodeterminação da Venezuela, face aos «constantes ataques político-mediáticos da oposição».

«Mecanismo de dignidade para o continente»

Numa mensagem dirigida aos países-membros da ALBA-TCP no dia em que este organismo cumpre 13 anos de existência, o presidente boliviano, Evo Morales, qualificou a Aliança como um «mecanismo de dignidade para o continente».

Na sua conta de Twitter, Evo Morales sublinhou que a ALBA – que em 2009 se passou a designar ALBA-TCP – constituiu um marco na libertação da Área de Livre Comércio das Américas (ALCA), criada pelos Estados Unidos da América, e deu início a uma «etapa de dignidade para a América Latina».

Salientou ainda o papel fundamental de Hugo Chávez e Fidel Castro, «líderes históricos que nos guiaram na luta contra o imperialismo», para a criação da ALBA, «uma aliança política, económica e social [criada] em defesa da independência e da autodeterminação dos nossos povos», disse.

Comissão Intergovernamental Cuba-Venezuela

Além do Conselho, esta quinta-feira terá lugar a XVII Comissão Intergovernamental entre Cuba e a Venezuela, em que será analisada a colaboração bilateral deste ano e serão traçadas as directrizes que a guiarão em 2018, anuncia o Granma.

Entre os temas que as partes deverão abordar estão a saúde e a participação de Cuba em missões na nação bolivariana. No último encontro deste tipo, que decorreu em Caracas em Dezembro de 2017, foram firmados acordos ao nível económico, da saúde, da cultura e do desporto.

Tópico