|CGTP-IN

União dos Sindicatos de Castelo Branco marca cordão humano para a Covilhã

Inserido na semana de luta convocada pela CGTP-IN, a União dos Sindicatos de Castelo Branco decidiu marcar um cordão humano para o dia 14 de Dezembro. 

Manifestação Nacional da CGTP-IN: Pelo aumento dos salários e pensões/Contra o aumento do custo de vida e ataque aos direitos. Lisboa, 7 de Julho de 2022 
Manifestação Nacional da CGTP-IN: Pelo aumento dos salários e pensões/Contra o aumento do custo de vida e ataque aos direitos. Lisboa, 7 de Julho de 2022 CréditosPaulo António / AbrilAbril

No passado dia 25 de Novembro, data da aprovação do Orçamento do Estado para 2023, a CGTP-IN, fiel a si própria e ao compromisso de lutar pelos direitos dos trabalhadores, pela voz da sua Secretária-Geral, Isabel Camarinha, marcou uma semana de luta de 10 a 17 Dezembro e apelou a que todos nela participassem. 

Correspondendo a este apelo, a União dos Sindicatos de Castelo Branco na sua última reunião decidiu marcar um cordão humano para o dia 14 de Dezembro. A acção que se insere na semana que tem como mote «Proteger os trabalhadores! Aumentar salários! Garantir direitos! Em luta pelo emprego com direitos, contratação colectiva, 35 horas, reforço dos serviços públicos», terá  início no Jardim Público e terminará na Praça do Município onde se seguirão no final algumas intervenções. 

A União de Sindicatos diz ainda que a acção passará por várias artérias da cidade e que só com a «luta poderá haver melhores condições de vida e de trabalho». As reivindicações são o aumento de 100 euros nos salários de todos os trabalhadores em 2023 e a fixação do salário mínimo nacional em 850 euros já no início do próximo ano; o fim da precariedade dos vínculos laborais; a fixação das 35 horas de trabalho semanal para todos os trabalhadores, a rejeição de todas as formas de desregulação dos horários de trabalho e a garantia do exercício de todos os direitos em todos os locais de trabalho, entre outras.

Tópico