|Estatística

Taxa de desemprego estabilizada, fixada em 6,6% em Setembro

O Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmou que a taxa de desemprego estabilizou ligeiramente abaixo dos 7%. São menos dez pontos que no auge do período da troika, mas em 2000 estava em 5%.

Um desempregado lê os anúncios no Centro de Emprego da Amadora, 2 de Setembro de 2013
Um desempregado lê os anúncios no Centro de Emprego da Amadora, 2 de Setembro de 2013CréditosJoão Relvas / Agência LUSA

De acordo com os dados publicados esta manhã pelo INE, a taxa de desemprego desceu para 6,6% em Setembro, depois de ter subido em Agosto para 6,9%. Para Outubro, a previsão aponta para um ligeiro aumento de 0,1 pontos percentuais.

Estes indicadores confirmam a tendência de estabilização ligeiramente abaixo dos 7%, depois de vir descendo desde Janeiro de 2016, quando a taxa se situava acima dos 12%. Segundo o INE, existiam 340 mil trabalhadores desempregados em Setembro passado, menos 100 mil do que um ano antes. 

A taxa de 6,6% é a mais baixa desde Setembro de 2002, depois de esta ter alcançado o seu máximo histórico durante o período da troika e do governo do PSD e do CDS-PP: 17,5%, em Dezembro de 2012.

No entanto, continua mais de 1,5 pontos percentuais acima do que no início do século, antes da entrada em circulação da moeda única. Ao longo dos dois anos anteriores à chegada do euro às carteiras dos portugueses, no primeiro semestre de 2002, a taxa oscilou entre 4,8% e 5,5%.

Tópico