|Despedimentos

HP vai despedir cerca de 9000 trabalhadores

A multinacional HP anunciou hoje um plano de reestruturação que vai levar à destruição de 9000 empregos por todo o mundo, com o pretexto de «digitalizar» a empresa.

Créditos / pexels.com

A dispensa de entre 7000 e 9000 trabalhadores em todo o mundo vai realizar-se em três anos, através de despedimentos por mútuo acordo e passagem à situação de pré-reforma, refere a HP em comunicado.

O plano de reestruturação apresentado pelo novo presidente executivo, Enrique Lores, pretende salvaguardar os lucros. Despedindo trabalhadores, espera-se «economizar» mil milhões de dólares por ano a partir de 2022. Só no ano fiscal de 2018, a HP facturou 58,5 mil milhões de euros e teve um lucro de 5,3 mil milhões de dólares.

A HP nasceu da separação da Hewlett-Packard, a antiga e grande empresa de alta tecnologia com sede na Califórnia, e foi a primeira de muitas a ser criada numa garagem por Bill Hewlett e Dave Packard em 1939.

Em Portugal existem 50 trabalhadores da HP e até agora não há notícia sobre a manutenção destes contratos.

O plano de reestruturação é apresentado com o objectivo de transformar o grupo empresarial norte-americano numa empresa mais digital e orientada para os serviços.


Com âgencia Lusa

Tópico