|comunicação social

Despedimentos na TSF-Madeira

O grupo Diário de Notícias abre a porta da rua a trabalhadores «há mais de 20 anos na empresa, dois deles desde o primeiro dia em que a rádio começou a ser emitida», denuncia o Sindicato dos Jornalistas.

CréditosAntónio Cotrim / Agência Lusa

Em comunicado, a direcção regional da Madeira do Sindicato dos Jornalistas (DRMSJ) lamenta o despedimento colectivo dos jornalistas da TSF, que foi anunciado pela empresa Notícias 2000 FM, que integra o grupo Diário de Notícias.

A DRMSJ revela estar indignada com o facto de «não ter sido dada qualquer alternativa aos funcionários» e questiona «como é que se pode manter uma rádio de informação sem jornalistas no seu quadro de pessoal».

No documento pode ainda ler-se que é «lamentável a forma como esta decisão foi comunicada aos profissionais, que sempre foram dedicados à rádio TSF, mesmo com limitações de meios e de recursos humanos».

O sindicato informa que acompanha «com preocupação e solidariedade a situação dos três jornalistas dos quadros da TSF-Madeira» e apela à solidariedade dos jornalistas do Diário de Notícias, no sentido de não substituírem os jornalistas agora dispensados, como pretende a empresa.


Com agência Lusa

Tópico