|Forças Armadas

Vencimentos, a principal causa da falta de atractividade da carreira militar

Esta afirmação é da ANS que, em comunicado, sublinha a falta de revisão salarial como a principal causa das dificuldades de recrutamento e retenção de militares nas Forças Armadas.

CréditosMarinha Portuguesa (Facebook)

Este comunicado da Associação Nacional de Sargentos (ANS) surge na sequência do debate realizado na Assembleia da República, na passada sexta-feira, em torno da petição «Revisão e alteração do sistema remuneratório dos militares» promovida pelas associações militares, e do chumbo pelo PS dos diversos projectos de resolução apresentados para a revisão da tabela salarial dos militares.

A este propósito, a ANS considera no referido comunicado que a «rejeição sistemática de todas as propostas apresentadas, da direita à esquerda, por parte do partido que suporta o Governo, deu ainda mais legitimidade e autoridade moral para usar os meios disponíveis, com os mais variados mecanismos de maior ou menor visibilidade», no sentido de obter «melhores condições de vida e de trabalho para os seus representados».

Os projectos de resolução que visavam a revisão do regime remuneratório dos militares foram apresentados pelos grupos parlamentares do PSD, PCP e BE. A ANS chama ainda a atenção para o facto de terem sido todos chumbados apenas pelo PS (IL absteve-se nos projectos do PSD e do PCP, o PSD absteve-se na proposta do PCP e o CH absteve-se na proposta do BE).

O Projecto de Resolução do PCP propunha também ao Governo que garantisse às associações profissionais de militares «o direito de representação e negociação colectiva, designadamente no que se refere aos vencimentos».

Tópico