|Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

Misericórdia de Lisboa, os novos donos disto tudo?

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa poderá vir a juntar à gestão do antigo Hospital Militar de Belém a do Hospital da Cruz Vermelha.

A administração do Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa quer «acabar» com o acordo de empresa
A «entrega» do Hospital da Cruz Vermelha à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa é uma possibilidade CréditosMário Cruz / Agência LUSA

O ministro da Defesa Nacional esteve hoje na Comissão Parlamentar de Defesa, onde, entre outros aspectos, confirmou a possibilidade de «entrega» do Hospital da Cruz Vermelha à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), manifestando a sua concordância com esta eventual operação face às dificuldades financeiras que esta instituição hospitalar atravessa.

Assim, num curto espaço de tempo, fica-se a saber que a SCML poderá vir a juntar à gestão do antigo Hospital Militar de Belém a do Hospital da Cruz Vermelha, assumindo um papel de maior relevância na área da Saúde. O futuro dirá, e os protocolos ou contratos de concessão e (ou) de venda também, se a SCML virá a ter outros parceiros, nomeadamente de grupos privados da Saúde, na gestão, por exemplo, do Hospital da Cruz Vermelha.

O ministro da Defesa Nacional relevou ainda o facto de o Governo não ter instrumentos de intervenção na Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) e sublinhou a desactualização dos seus estatutos. Recorde-se, a propósito, que o Governo, independentemente das limitações acima referidas e tal como acontece também com a Liga dos Combatentes, injecta dinheiro na CVP através do Orçamento do Estado.

Tópico