|Ensino Profissional

Luta com sucesso na Escola Profissional do Alto Ave

Os estudantes da Escola Profissional do Alto Ave saíram à rua no dia 24 de Novembro, exigindo o pagamento dos subsídios em atraso, que acabaram por receber no dia seguinte ao protesto.

Escola Profissional do Alto Ave, na Póvoa de Lanhoso
Escola Profissional do Alto Ave, na Póvoa de LanhosoCréditos / EPAVE

Segundo um comunicado da JCP, os estudantes desta escola profissional, situada na Póvoa do Lanhoso, receberam os subsídios em atraso, referentes ao mês de Outubro, a 25 de Novembro, um dia depois de terem vindo para a rua exigir o seu pagamento.

A JCP, que reclama também maior investimento no Ensino Profissional, nomeadamente com o pagamento atempado dos subsídios, a revisão da «sobrecarga horária» e do «injusto e punitivo» sistema de faltas e o fim dos entraves no acesso ao Ensino Superior, sublinha o direito dos estudantes do ensino profissional a «serem estudantes».

Tópico