|movimento pela paz

Acções públicas em defesa da Paz

A assinalar o 70º aniversário NATO, realizar-se-ão em Lisboa e no Porto acções públicas exigindo uma política de paz, contra aquela organização e a sua acção bélica.

Manifestação que o CPPC promoveu em Lisboa em defesa da paz e contra a cimeira da NATO em Bruxelas
Manifestação que o CPPC promoveu em Lisboa em defesa da paz e contra a cimeira da NATO em BruxelasCréditos / CGTP-IN

Estão marcadas duas acções públicas, em Lisboa dia 4 de Abril e no Porto dia 5 de Abril, com o intuito de exigir a dissolução da NATO e o fim das suas políticas e acções que, segundo as organizações promotoras, constituem demonstradamente ser uma ameaça à paz e à segurança internacionais.

Nas razões que as organizações promotoras adiantam estar na base destas acções públicas estão a longa história da NATO, que «deixa cair a máscara defensiva e assume-se abertamente como uma organização militar de carácter agressivo, ao serviço da política externa dos EUA», o facto de os países aderentes da NATO e seus aliados somarem dois terços das despesas militares em todo o mundo, ou a preocupação da ligação entre a NATO e a União Europeia, que no âmbito da Cooperação Estruturada e Permanente nas matérias de segurança e defesa desenvolvem a militarização da organização europeia.

No texto à subscrição lê-se ainda que é preocupante Portugal estar em claro contra-senso com a Constituição da República Portuguesa.

Até ao momento subscreveram o texto 19 organizações, entre as quais o Conselho Português para a Paz e Cooperação e a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui